Cid Gomes profere novas críticas ao PT: “Tem que botar o rabo entre as pernas e pedir desculpas”

PORGeorge Wilson
Foto: Reprodução
- Publicidade -
Brisanet Interno

 

O senador eleito pelo PDT e ex-governador do Ceará, Cid Gomes, fez novas críticas a postura Partido dos Trabalhadores nestas eleições, em entrevista a Rádio Gaúcha, nesta quarta-feira (31).

O irmão do candidato derrotado à presidência, Ciro Gomes, avaliou que o PT precisa “rever sua postura e pedir desculpas ao povo brasileiro”. Cid foi alvo de ataques por já ter criticado o PT antes das votações do 2º turno, por não declarar apoio a Fernando Haddad (PT) e criticar o partido.

“O PT tem que botar o rabo entre as pernas. (…) Isso se quiser continuar como um partido. Se quiser ficar como seita, muito bem”, disparou. Ainda na entrevista, ele chegou a dizer que foi traído pelo ex-presidente Lula e seus “asseclas”, incomodado com o fato de apoiadores do partido fazerem cobranças a ele e seu irmão.

“Não tenho que dar explicação nenhuma ao PT. Se a gente for ver a história, o PT teve muito mais minha ajuda do que me ajudou em troca. Ao contrário, sempre trabalhou nas questões nacionais em nosso desfavor”, disse.

Cid ainda soltou que que parte da bancada do PT é “xiita”, em referência ao grupo de seguidores da seita islã, numa comparação a os parlamentares, para ele tidos como fervorosos. “Vai voltar a ser o partido que foi lá em 1989, ou antes disso”, concluiu o senador.