URCA conta com obra em azulejos do pintor e escultor Athos Bulcão

Azulejos característicos do principal campus da universidade são reconhecidos oficialmente como obra do artista.

Foto do painel de azulejos divulgada no calendário comemorativo dos 100 anos de Athos Bulcão | Foto: Pablo Manyé
- Publicidade -
Brisanet Interno

A Professora Carolina Campos de Saboya, dentro de sua atuação como membro da Comissão de Patrimônio Histórico da Universidade Regional do Carri (URCA), conseguiu que a Fundação Athos Bulcão confirmasse que os azulejos que caracterizam o Campus Pimenta da universidade são de autoria deste artista plástico.

Foram apresentadas fotografias realizadas pelo Prof. Dr. Pablo Manyé, professor do Curso de Artes Visuais da URCA. Uma delas foi selecionada para ilustrar o mês de agosto de 2018 no Calendário comemorativo dos 100 anos de nascimento de Athos Bulcão.

Conheça mais sobre Athos Bulcão

Artista plástico Athos Bulcão. | Foto: Divulgação

Athos Bulcão é pintor e escultor carioca. Em 1939, abandona o curso de medicina para dedicar-se à pintura. Apresentado por Murilo Mendes (1901-1975) ao casal Vieira da Silva (1908-1992) e Arpad Szenes (1897-1985), frequenta o ateliê deles na década de 1940. Em 1945, trabalha como assistente de Candido Portinari (1903-1962) na construção do painel de São Francisco de Assis, na Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte.

Entre 1948 e 1949, vive em Paris com bolsa de estudos concedida pelo governo francês. Realiza cursos de desenho na Académie de La Grande Chaumière e de litografia no ateliê de Jean Pons (1913-2005). De volta ao Rio de Janeiro, ingressa no Serviço de Documentação do Ministério da Educação e Cultura (MEC), e realiza ilustração de catálogos e livros. Entre 1952 e 1958, dedica-se à realização de fotomontagens. Desde 1957, quando se integra à Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), colabora em projetos do arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012).

Realiza, entre outros, o projeto de painéis de azulejos e vitrais para a Igreja Nossa Senhora de Fátima e para o Palácio do Itamaraty, em Brasília, e relevos para o Memorial da América Latina, em São Paulo. Leciona na Universidade de Brasília (UnB), entre 1963 e 1965. Desde a década de 1970, trabalha com o arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé (1932-2014), criando relevos e elementos arquitetônicos para a rede de hospitais Sara Kubistchek. Em 1993, é criada a Fundação Athos Bulcão, em Brasília. (Informação reproduzida da Enciclopédia Itaú Cultural).

Os interessados no calendário devem acessar o projeto no Catarse.