POLÊMICA: Torcida protesta contra atitude do presidente do Barbalha

PORToni Sousa
Uma das imagens compartilhada por alguns torcedores nas redes sociais.
- Publicidade -

 

O presidente do Barbalha, Geisilúcio Gonçalves, conhecido como Lúcio Cariri e Lúcio Barão, produziu mais uma polêmica. O problema é que desta vez, envolve o torcedor do próprio clube. O mandatário da Raposa Caririense solicitou a Federação Cearense de Futebol que os dois próximos jogos, com mando de campo do Barbalha ocorram no estádio Domingão, em Horizonte. Desta forma o time irá enfrentar Atlético Cearense e Ceará longe do Cariri. O fato irritou bastante o torcedor do Barbalha. Inúmeras postagens estão sendo feitas nas redes sociais, por torcedores que são contrários a essa atitude.

Leia também

Barbalha estreia com derrota na segunda fase do Cearense

 

Em entrevista ao repórter Rubens Santos, da Vale FM, Lúcio disse que o Atlético Cearense vai pagar o borderô do jogo. Ele afirmou que os jogos no Romeirão dão prejuízos para o clube. O presidente também culpou o Governo do Estado pela interdição do estádio Lírio Callou, O Inaldão. “Se tivesse liberado o Inaldão, se tivesse vindo a ajuda do Governo do Estado, como foi prometido, o Barbalha já estaria jogando no Inaldão desde a primeira fase”, frisou. Entre os argumentos destacou que entre Horizonte e o Romeirão ele preferiu o Domingão.

Em conversa com a reportagem do Badalo, logo após a mudança dos jogos, o técnico Washington Luiz demonstrou surpresa e afirmou que não foi consultado pelo presidente sobre essa mudança. Pessoas ligadas a dirigentes do Barbalha afirmam que a decisão foi, unicamente, do presidente.

O curioso de tudo isso é que depois de ter reclamado que o clube ficou com apenas três mandos de campo na segunda fase da competição, o próprio presidente do time tenha levado os dois jogos para a região metropolitana, o que teoricamente acaba beneficiando os clubes da capital. Agora em vez de quatro, o Barbalha terá seis jogos fora do Cariri, o que pode prejudicar tecnicamente ao elenco.

POLÊMICAS

Lúcio Barão já se envolveu em outras polêmicas. Ano passado, mesmo com o Barbalha bem na Série B do Cearense, ele começou a falar que tinha sido convidado, pelo então presidente do Icasa, Valdenor Agra, para assumir o Verdão do Cariri. Chegou até a participar de reuniões com o prefeito de Juazeiro, Arnon Bezerra, ao lado de Agra sobre assuntos referentes ao Icasa. O pior foi que o Barbalha pegou o Icasa na semifinal da competição. O clima ficou muito ruim dentro do clube. O Barbalha se classificou para a final e depois de muita polêmica ele afirmou que ficaria na Raposa.

Também em 2018, chegou a dizer que foi convidado para assumir o Guarani de Juazeiro. Virou parceiro do clube, mas essa parceria não durou. Lúcio teve desentendimento com Ebert Juliano, o Ebinho, que atuava como dirigente do Leão do Mercado. Ambos chegaram a trocar acusações em programas esportivos de emissoras de rádio. Este ano o clima voltou a esquentar entre Lúcio Barão e alguns dirigentes do Guarani. Inclusive, durante um jogo do Cearense em que o Guarani enfrentava o Barbalha, dirigentes do Guarani alegaram que o presidente do Barbalha fez provocações, após um gol da Raposa, e depois de muito tumulto, Lúcio deixou as cativas do Romeirão, escoltado pela Polícia Militar.

Ainda no ano passado, o mandatário tricolor foi confirmado como parceiro do Crato Esporte Clube. Ele chegou a anunciar algumas contratações do Azulão da Princesa, mas depois de discordâncias com dirigentes do clube, foi informado que a parceria não existia mais. Nos bastidores houve troca de farpas. Inclusive, diretores do Crato acusaram Lúcio Barão de assediar jogadores do Azulão.

Neste ano, ainda durante a primeira fase, o presidente do Barbalha afirmou que o Guarany de Sobral queria que ele fosse para o Bugre, mas por enquanto ainda não houve nada que gerasse polêmica. Porém, a lua de mel entre o presidente e a torcida do Barbalha parece ter acabado. O negócio é aguardar cenas dos próximos capítulos de uma novela que deve se chamar; As Peripécias do Barão!