Parabéns aos Garis; nada pra comemorar

Os profissionais fazem diferente da gestão e não jogam o lixo pra debaixo do tapete.

PORAdriano Duarte
Foto: Reprodução
- Publicidade -
Corrida Elit Notícias

 

Sem pompa nem festa foram as homenagens aos garis da cidade do Crato na sessão dessa terça-feira, dia 15 na Câmara de Vereadores. As homenagens não passaram do discurso dos parlamentares que aproveitaram o momento daqueles que limpam seu lixo. Mas enquanto a solenidade se desenrolava, os homenageados seguiam limpando as ruas com botas furadas, sem Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) ou avanços nas pautas de direitos trabalhistas da categoria.

Em discursos bonitos os vereadores citaram toda a importância cabida aos profissionais da limpeza pública, desatacadas pelo seu dia, 16 maio. No entanto, a realidade insiste em não ser observada pela gestão pública do Crato – assim como os problemas das demais categorias – como a falta de condição e trabalho, benefícios, e equipamentos de segurança.

O vice-presidente do sindicato que representa a categoria SINDMSCRATO (sindicato dos servidores Municipais do Crato), Oldack Cezar, denuncia a situação em que vivem os profissionais e destaca que além de condições insalubres, por falta de EPI’s, eles permanecem na luta por melhores condições de trabalho “A saúde de quem promove saúde, os garis, está em comprometida pela contaminação e doenças”, destaca.

A categoria está em estado de greve aguardando a resolução de problemas que se arrastam desde gestões anteriores. EPIS, insalubridade, reajuste que garantam a reposição do que foi consumido pela inflação. Os servidores aguardam a garantia de direitos e esperam receber em 2019 o reajuste que era pra ser pago em 2017.

Enquanto os direitos não chegam , os profissionais fazem diferente da gestão e não jogam o lixo pra debaixo do tapete.