Mesmo com mando de campo, Barbalha joga longe do Cariri e fica no empate

PORToni Sousa
- Publicidade -

 

Apesar de ter o mando de campo, o Barbalha jogou longe do Cariri. Devido a uma solicitação do presidente do time, Geisilúcio Gonçalves, conhecido como Lúcio Cariri e Lúcio Barão, junto a Federação Cearense de Futebol, a partida foi colocada para o estádio Domingão, em Horizonte.

O jogo tecnicamente foi fraco, melhorou apenas no segundo tempo, a partir dos 20 minutos. A partida ficou aberta e as equipes tentaram agredir. As oportunidades mais claras foram da Raposa. Biro Biro, por exemplo, perdeu um gol, incrível. Cara a cara com o goleiro, o atacante errou o chute e a bola foi para fora. No final, o placar de 0 a 0 não agradou a ninguém.

Em entrevista ao repórter Clodoaldo Amaro da Cariri FM, o presidente do Barbalha disse que se o estádio Lírio Callou, O Inaldão, estiver liberado, tentará levar o jogo contra o Ceará para lá. Caso contrário prefere deixar no Domingão.

Alguns jogadores e membros da comissão técnica deixaram o campo, tentando não ampliar a polêmica sobre a mudança de local de jogo, mas deixaram claro a falta que fez para os atletas a presença do torcedor.

O próximo jogo do Barbalha será contra o Ferroviário, no próximo sábado(16),no Castelão. Já o Atlético jogará no domingo(17), contra o Fortaleza, no Castelão.