Atendimento básico para moradores de Barbalha é suspenso em Hospital de referência

Foto: Reprodução
- Publicidade -

 

O atendimento básico oferecido pelo Hospital Maternidade São Vivente de Paulo (HMSVP) através do Piso de Atenção Básica (PAB) para população de Barbalha foi suspenso. No dia 28 de janeiro, a Diretora do HMSVP Ir. RosaMaria fixou um comunicado interno informando que os atendimentos para consultas médicas, nebulização, retirada de pontos pós procedimentos cirúrgicos, administração de medicamentos e consultas pré-natal seriam suspensos devido a não renovação do contrato entre a Secretaria Municipal de Saúde e a instituição. Assim, os pacientes residentes em Barbalha, deveriam ser encaminhados para o atendimento nas unidades básicas de saúde.

Em resposta, a Secretária Municipal de Saúde, Pollyana Callou, enviou ofício ao hospital relatando que não foi celebrado contrato para prestação desses serviços, sendo os mesmos procedimentos eletivos e afirmando que esses casos deveriam ser encaminhados para unidades básicas de saúde.