Polícia do Rio abre inquérito para apurar casos de racismo no BBB19

Foto: Reprodução.
- Publicidade -

Alguns comentários dos brothers do BBB19 foram considerados racistas e preconceituosos pelos telespectadores e internautas, e levaram a Polícia Civil do Rio de Janeiro a instaurar inquérito para investigar o assunto.

Segundo a polícia, as investigações estão sendo conduzidas pelo Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância). Apesar de seguir em sigilo e não informar quem são os participantes envolvidos, a internet aponta Paula e Maycon como suspeitos.

Um dos exemplos foi o comentários de Paula, que afirmou a Diego e Hariany que tem medo de Rodrigo por ele ter contato “com esse negócio de Oxum”. Maycon seguiu na mesma linha, sendo acusado de intolerância religiosa após afirmar ter sentido um arrepio enquanto via Gabriela e Rodrigo abraçados ao som de uma música de Jorge Aragão. Maycon classificou a música como “esquisita” e comentou: “Olhei para os dois, num sincronismo legal. Achei legal, juro por Deus. De repente, comecei a olhar e escutar uns negócios. ‘Não faça igual a eles’. Aí veio Jesus Cristo em minha mente. ‘Não para aqui. Para a vida inteira. Se fizer igual a eles, eles ganharão mais força’. Eu não sou doido”.